DESTINO: LINHA 308 / DESTINATION: LINE 308


O COLETIVO 308 tem como objetivo estimular distintas formas de pensar a Arte, através da produção coletiva e a intervenção nos espaços.

The collective group COLETIVO 308 has like objective to stimulate distinct forms to think about Art, through the
collective production and the intervention in the spaces.


domingo, 12 de outubro de 2008

Instalação "Ofusca"


Foto da Instalação "Ofusca".
Aqui, no momento em que terminamos de encher o carro real com as miniaturas de diferentes materiais, alguns dias antes da abertura do Salão.Interessante e divertido foi observar as reações diversas e as frases já previsíveis, como: "Isso é arte?", "Se isso é arte, sou um artista" e "Também tenho um fusca velho lá em casa".

O processo de montagem final consumiu por volta de 7 a 8 horas de trabalho, com todos os integrantes do grupo trabalhando.A tarefa mais difícil, consistiu em fechar a última porta,sem que as miniaturas caíssem.






Photo of installation "overshadow". Here, at the time to finish filling the car with the actual thumbnails of different materials, a few days before the opening of the exhibition.
Interesting and fun was observing the different reactions and the sentences already anticipated, such as: "This is art?", "If this is art, I am an artist" and "I got an old piece away at home there."

The process of final assembly consumed around 7 to 8 hours of work, with all the members of the working group.
The most difficult task was to close the last door, but the thumbnails fell.

2 comentários:

Orlando disse...

Oi pessoal do grupo coletivo 308.Acompanho vocês durante algum tempo já.Quero dizer que realmente vocês fazem muito a diferença nesta cidade.Aqui quase tudo é levado por circunstâncias políticas.Nada de novo acontece. Esse trabalho definitivamente rompeu com tudo que já foi feito até aqui.Parabéns.Quem sabe essas pessoas que dizem trabalhar com cultura aprendem algo com vocês.Abraço prá vocês todos.Não parem o ônibus nunca.

Orlando de Oliveira Marcondes

Alexandre Gomes Vilas Boas disse...

Agradecemos o seu comentário, Orlando.Sabemos que a cidade tem crescido e inevitavelmente os artistas, os grupos e as pessoas que criam, fazem, pensam, sentem necessidades de ocupar os espaços, mostrar seus trabalhos e apresentar suas propostas.Temos várias.O artista é sempre ser livre,do mundo e não pertence a lugar algum.Nem a A ou a B.Sabemos também que muito já foi alcançado, embora, isso não possa ser motivo para o conformismo que às vezes (quando não na maioria dos casos),
parece engessar alguns setores.Lembrando que cabe ao artista e ao público, a população, criar proposta e não esperar que venham até nós.Quase nunca chegam mesmo.Acreditamos que nosso trabalho possa talvez, gerar reflexão, questionamentos, propostas, mudanças, atitudes, novos trabalhos...

Obrigado mais uma vez por seu comentário.
Abraço.
Alexandre

P.S.Deixe seu contato, para podermos mantê-lo informado de nossas próximas ações.