DESTINO: LINHA 308 / DESTINATION: LINE 308


O COLETIVO 308 tem como objetivo estimular distintas formas de pensar a Arte, através da produção coletiva e a intervenção nos espaços.

The collective group COLETIVO 308 has like objective to stimulate distinct forms to think about Art, through the
collective production and the intervention in the spaces.


quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

UM LIVRO SOBRE A MORTE

Com o projeto de Matthew Rose e curadoria de Ângela Ferrara, dia 03 de fevereiro acontece a inauguração da exposição "Um livro sobre a morte",no MUBE. A exposição é um projeto colaborativo que teve origem através da iniciativa   do  artista norte-americano Matthew Rose na Emily Harvey Foundation Gallery, em Nova York. A exposição original ocorreu  de 10 a 22 de setembro de 2009 reunindo   aproximadamente 500 artistas participantes. As obras foram criadas  para compor páginas de um possível livro sobre a morte.

O Coletivo 308 estará representado através de 4 de seus integrantes.Agradecemos a sua visita e aproveitamos aqui para parabenizar toda a equipe que  organiza o evento no Brasil, em especial, a curadora Ângela Ferrara.

Avenida Europa, 218 – Jardim Europa
CEP 01449 000 - São Paulo - Brasil

Abertura: 03 de fevereiro de 2010 as 19h
Período de Visitação: 04 a 29 de fevereiro de 2010 - das 10 às 19h

Angela Ferrara - São Paulo, BRAZIL
atelierferrara@gmail.com

Matthew Rose - Paris, FRANCE
matthew.rose.paris@gmail.com



quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

MUFI - GRABADO - MÉXICO

Recebido para a divulgação, do México.


Recebido para a divulgação, do México.

EXPOSIÇÃO ARTE E ESPIRITUALIDADE NO MOSTEIRO SÃO BENTO

Divulgando exposição de arte contemporânea organizada pela amiga e educadora Danielle Carvalho no belíssimo Mosteiro São Bento.





EXPOSIÇÃO DOS ALUNOS DA OFICINA CULTURAL OSWALD DE ANDRADE

Abriu ontem a Mostra dos alunos do II semestre das Oficinas Culturais da Oswald de Andrade.Visitem-nos! O Coletivo 308 está representado por dois de seus integrantes (Alexandre e César) que tiveram a honra de participar ao longo de 2009, do trabalho desenvolvido ali pelos competentes artistas-orientadores. À eles: Kika Levy, Francisco Maringelli,Ulisses Bôscolo de Paula e Gilberto Tomé, o nosso agradecimento pelo carinho e dedicação.


Exposição dos alunos do 2º semestre de 2009 da Oficina Cultural Oswald de Andrade



Fotografias, gravuras, desenhos e pinturas dos alunos dos cursos ministrados pelos artistas Adalgisa Campos, Gil Grossi, Kika Levy, Hildebrando de Castro, Carlito Contini, Saulo di Tarso, Francisco Maringelli, Paulo Ferreira

Datas:

Abertura: Terça, 19 de janeiro, 19h.
Visitação: Até 21 de março de 2010.
Segunda à sexta, das 09h às 21h
Sábado e domingo das 14h às 17h
Serviço:

Oficina Cultural Oswald de Andrade
Rua Três Rios, 363
Bom Retiro
São Paulo - SP
Tels. 3222-2662 e 3222-4683
Metrô Tiradentes

ATELIER GRAVURA


XILO - Francisco Maringelli / Gilberto Tomé


1. Alcides dos Santos 
2. Alexandre Vilas Boas
3. Ana Maria Viegas 
4. Carina
5. Cecília Tuon
6. Célia Saito 
7. César Riello Santos
8. Fernanda Figueiredo
9. Fernando Cherubim
10. Isaías Martins
11. Tati Yukie




METAL -  Kika Levy / Ulysses Bôscolo de Paula


1. Bárbara  Messas Marchi 
2. Célia Saito 
3. César Riello Santos
4. Fábio Gonçalvez Sousa 
5. Kleber Tangioni  
6. Lourdes Sakotani
7. Maria Cristina Khoury    
8. Ricardo Igari 
9. Romildo de S. Silva
10. Tatiana Moreno  
11. Tati Yukie 


segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Coleção MAM-BA | 50 Anos de Arte Brasileira

Recebido para a divulgação:



Coleção MAM-BA | 50 Anos de Arte Brasileira
**
O Museu de Arte Moderna da Bahia expõe, até o dia 28 de março de 2010, parte
de seu acervo na mostra Coleção MAM-BA | 50 Anos de Arte Brasileira que
conta com obras que ilustram momentos chave da história da arte brasileira
nos últimos 60 anos e obras modernistas que tanto influenciaram este
período. A exposição ocupa todos os espaços expositivos do MAM-BA e se
divide em quatro linhas de força: Modernistas, Fotografia, Rubem Valentim e
Contemporâneos. Uma Linha do Tempo, construída na Galeria Subsolo,
contextualiza a história do acervo e do museu.


======================================================
A PERSISTÊNCIA DO NUDISMO ABSTRATO

Pensei em elementarismo, despojamento, abecedarismo geométricos mas acabei
por optar pela idéia do nudismo abstrato, para tentar caracterizar a postura
e a impostação de Almandrade ante suas criações e criaturas sígnicas que
hesitam entre a bi e a tridimensionalidade, em duas ou três cores, em duas
ou três texturas.

A parcimônia desses objetos franciscanamente contundente, desenhados,
signados (designed), compostos segundo uma grafia de cartilha, porém
enganosamente sig-nificada e simplista, posto que metafísica.

Criam um campo significante que parece rechaçar instruções extratexto, mesmo
quando inclui algum elemento metafórico in memorian Dadá.

Meteoritos geométricos do pensamento, taquigrafia precisa de uma claríssima
visão cuja totalidade se ofuscou, indício e impressão minimal de um evento
artístico-mental; ocorrido no panorama ecológico da arte do século XX, como
um pássaro em extinção, aparição de ordem inegavelmente metafísica, essência
e forma divinas (diria Baudelaire) do pássaro nu da poesia e de seus amores
descompostos.

Um nudismo Proun (El Lissitsky) nos trópicos, lembranças metonímica do
paraíso, graciosas construções-instalações não habitáveis, amostras
quase-duchampescas, quase-vandoesburguesas de um ex-Éden artístico, onde a
provável ironia embutida não passa de meio-sorriso.

Esses seres correta e rigorosamente nus, o olho os colhe por inteiros, como
objetos cabíveis no bolso. E há música neles, mas não é sequer de câmara - é
de cela, nicho e escrínio: são microtonais, minideogramas sólidos à Scelsi.

O Almandrade capricha nas miniaturas de suas criaturas, cuja nudez implica
mudez, límpido limpamento do olho artístico, já cansado da fantástica
história da arte deste século interminável, deste milênio infinito.

*Décio Pignatari*

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

COLETIVO(308) RACIONAL

Diante de tanto suor no dia-a-dia do Coletivo 308, resta-nos um pouco de humor e racionalidade, ao som de Tim Maia. Curtam o som e leiam o livro...
video

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

PÁGINAS RECEBIDAS DE GIANNI SIMONE - YOKOHAMA - JAPÃO

Um trabalho feito em impressão eletrônica, de Gianni Simone, nos chega da cidade de Yokohama - Japão.Agradecemos muito a sua colaboração Gianni.Gostamos muito do seu trabalho.Saudações do Brasil.


A work of mailart done in electronic printing, sent by Gianni Simone, arrives in the city of Yokohama - Japan.Thanks for your cooperation Gianni.
We love your artwork.Greetings from Brazil.



PÁGINAS RECEBIDAS DE ENI ELIS - CAMPINAS - SÃO PAULO

Delicadas e belas páginas para o projeto do livro de artista coletivo, de Eni Elis.Elas nos chegam de Campinas - São Paulo.Muito obrigado Eni, por seus trabalhos!Abraços de todos do 308!


Páginas delicados y hermosos para el proyecto del libro colectivo de artistas, de Eni Elis.
Ellos vienen a nosotros de Campinas - São Paulo.Gracias, Eni por su trabajo! Abrazos de todos los 308.



PÁGINAS RECEBIDAS DE MARIANA DUARTE SUTILO - SANTOS - SÃO PAULO

Também de Santos, nos chegaram as belas impressões de Mariana Duarte Sutilo.Agradecemos a sua colaboração com o projeto, Mariana! Belos trabalhos!
Aguarde e retornaremos com um volume do livro para você.Saudações de todos do 308!


También de la ciudad de Santos, llegó a las hermosas impresiones de Mariana Duarte Sutilo.
Le agradecemos su cooperación con el proyecto, Mariana!
Muy hermosos trabajos!Espera y vamos a volver con un volumen del libro para usted.
Saludos de todos los 308!



PÁGINAS RECEBIDAS DE RENATA SALGADO - SANTOS - SÃO PAULO

Estas outras belas páginas são de Renata Salgado,da cidade de Santos - São Paulo.A Baixada santista marcou presença neste projeto.Muito obrigado Renata, seus trabalhos são ótimos.Uma grata surpresa!


Estos otras hermosas páginas, son de Renata Salgado, la ciudad de Santos - São Paulo.El artistas, del ciudad de Santos tuvo una fuerte presencia en este proyecto.
Gracias Renata, sus trabajos son ótimos.Uma sorpresa agradable!



PÁGINAS RECEBIDAS DE JOÃO BOSCO DE OLIVEIRA - HORTOLÂNDIA - SÃO PAULO

João Bosco de Oliveira, de Hortolândia , São Paulo, nos envia seus belos poemas visuais para nosso projeto Livro de Artista Coletivo.São várias colagens e intervenções em técnica mista.Muito bonito e forte o seu trabalho, João.
Saudações de todos do 308 e obrigado por colaborar .


João Bosco de Oliveira , Hortolândia , São Paulo, nos enviá sus bellos poemas visuales para nuestro proyecto del libro colectivo de artistas.Vários colagens muy hermosos y fuertes trabajos, João!
Saludos de todos los 308 y gracias por el apoyo.

PÁGINAS RECEBIDAS DE MARYSIA RAPOSO - CAMPINAS - SÃO PAULO

A Marysia Raposo, de Campinas, São Paulo, também enviou suas páginas muito sofisticadas, para o projeto Livro de Artista Coletivo.Agradecemos a sua colaboração, Marysia.Adoramos o seu trabalho!Saudações de todos do 308





El Marysia Raposo, Campinas, São Paulo, también envió sus páginas sofisticadas para el  proyecto de libro de artista colectivo.Gracias por su coperación Marysia.Su trabajo nos encanta.Saludos de todos del colectivo 308.

PÁGINAS RECEBIDAS DE ROGÉRIO MACEDO - SANTOS - SP

Recebida a colaboração de Rogério Macedo, com as suas bonitas páginas que nos chegam de Santos-SP. Valeu Rogério!Muito bacana seus trabalhos.Abraços de todos do 308.



Recibió la colaboración de Rogério  Macedo, con sus hermosas páginas que salen de Santos-SP.
Gracias Roger!Muy bonito tu trabajos.Abrazos de todos los 308.




PÁGINAS RECEBIDAS DE VERÔNICA MELO DE LIMA - CUBATÃO - SÃO PAULO

Recebidas as páginas para o projeto livro de artista coletivo, de Verônica Melo de Lima, Cubatão, São Paulo.Ela nos envia uma série de desenhos, estudos e gravuras.Adoramos o seu trabalho,Verônica!Iniciaremos agora a segunda fase do projeto, a montagem dos livros e depois , o envio para todos os participantes.Abraços de todos do coletivo 308.




Ô SEU BARBOSA! 100 ANOS DE ADONIRAN - CASA DE FRANCISCA

Recebemos do amigo Kiko Dinucci, para divulgação da homenagem: Ô SEU BARBOSA! 100 anos de Adoniran,no Casa de Francisca...Olha só as feras que estarão lá:





MAURICIO PEREIRA
quinta [21/01] 21h30_ R$26
Acompanhado por Daniel Szafran ao piano, Mauricio faz uma versão radicalmente paulistana do seu show Mergulhar na Surpresa. Totalmente cantado e apresentado em idioma local, o roteiro traz, além de Adoniran cantado com sabor pop, outras sonoridades típicas da cidade, como Ira!, Incríveis, Mamonas, Kid Vinil, Joelho, Vanzolini. Sotaque e pegada, como manda o figurino.


WANDI DORATIOTTO E DANILO MORAES
sexta [22/01] 22h30_ R$26
O show "Vida Rouca" apresenta algumas das grandes canções do mestre do samba paulista e destaca sua habilidade como humorista, condição que permeou toda a sua atuação como músico e ator. No espetáculo os músicos também apresentarão músicas de outros compositores que tiveram grande influencia do homenageado.

PASSOCA canta inéditos de ADONIRAN
sábado [23/01] 22h30_ R$26
O Sr. Juvenal Fernandes, que durante anos conviveu quase que diariamente com Adoniran, e com a autorização da viúva, convidou parceiros para colocar melodias em parte de letras inéditas do compositor. Entre eles Passoca, que selecionou algumas parcerias de acordo com suas características vocais e interpretativas. Neste show, Passoca (voz e tamborim), Thomas Howard (violão de 7 cordas) e Alê Ribeiro (clarinete) apresentam além das composições inéditas, alguns clássicos de Adoniran como Saudosa Maloca, Iracema, Bom Dia Tristeza, As Mariposa entre outras.

PAULO VANZOLINI
dom/seg [24 e 25] 21h30_ R$53
Um dos grandes nomes da música brasileira, o compositor e cientista Paulo Vanzolini faz duas únicas apresentações, como parte das comemorações dos 100 anos de Adoniran Barbosa. Ao lado da cantora Ana Bernardo, Vanzolini conversa com o público, revela histórias curiosas e apresenta sambas como "Seu Barbosa", que compôs em homenagem ao amigo compositor.

ROBERTO SERESTEIRO
terça [26/01] 21h30_ R$19
Roberto Seresteiro apresenta os sambas de Adoniran Barbosa ao lado de Lucas Arantes (cavaco), João Camarero (violão e cordas) e Alfredo Castro (percussão) levando o público para o contexto em que as músicas foram criadas. Uma apresentação despretensiosa que homenageia a memória um dos maiores nomes da cultura e da produção artística de São Paulo.

KIKO DINUCCI
quarta [27/01] 21h30_ R$19
Kiko Dinucci apresenta sambas de sua autoria influenciados por Adoniran Barbosa. Além de suas composições e do mestre Adoniran, Kiko aponta no repertório os ecos da obra do compositor paulista no cancioneiro urbano de São Paulo.

------------------------------------------------------------------------------------

Conheça o cardápio de alimentos e bebidas artesanais_
Serviço somente antes e depois das apresentações!


Casa de Francisca
Rua José Maria Lisboa 190, travessa da Brigadeiro Luís Antônio
T 11 3052 0547_ reservas@casadefrancisca.art.br www.casadefrancisca.art.br
terça a domingo das 20h a 1h

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

ZIGUEZAGUE - MODA E ARTE

Recebemos para a divulgação, este cartaz do Ziguezague, moa e arte, da amiga Débora Kikuti.Abraços, Dé!