DESTINO: LINHA 308 / DESTINATION: LINE 308


O COLETIVO 308 tem como objetivo estimular distintas formas de pensar a Arte, através da produção coletiva e a intervenção nos espaços.

The collective group COLETIVO 308 has like objective to stimulate distinct forms to think about Art, through the
collective production and the intervention in the spaces.


terça-feira, 24 de abril de 2012

VI BIENAL DO ESQUISITO - ESTAREMOS LÁ! FOMOS SELECIONADOS!

Estamos lá!!! O Coletivo 308,  Alexandre G. Vilas Boas e Sérjão Augusto!Agradecemos aos amigos que nos incentivaram  e desde já convidamos todos para a abertura no dia 05 de maio! Abraços!

 Para saber mais, acesse: Bienal do Esquisito   


O Museu Olho Latino realiza a Bienal do Esquisito desde 2001. Com a implantação deste Museu na Estância de Atibaia, SP, esta cidade passou a sediar a Bienal que será feita em sua 6ª edição. O evento é uma grande mostra de arte contemporânea, reunirá obras das mais variadas técnicas, exibirá vídeo-arte e contará também com a apresentação de performances de vários artistas.

O tema proposto pelo curador Paulo Cheida Sans para esta Bienal 2012 é “A face oculta de um acéfalo” (leia: Manifesto do Curador) que servirá de estímulo para a criação de obras e situações lúdicas e expressivas que enfocam o próprio ser humano, suas angústias e alegrias como estímulo visual. Trata-se de uma abordagem sobre a inexistência do óbvio na sociedade. Os artistas criarão obras plásticas inusitadas de grande teor “humanista” sobre o cotidiano de nosso mundo, mesmo que, muitas vezes, aconteçam em forma de “metáforas” visuais.

O objetivo geral que move a Bienal do Esquisito é o de gerar reflexões no campo cultural, no sentido de questionar de modo artístico como o homem convive habitualmente com as “esquisitices”.

O que é esquisito agora poderá não ser daqui algum tempo. O que foi normal ontem poderá ser considerado esquisito amanhã. O aspecto do “normal anormal” serviu como motivação inicial para gerar esta Bienal.

A Bienal do Esquisito é um evento destinado à visitação de pessoas de qualquer idade e também àquelas que não conhecem e entendem a arte contemporânea. A finalidade principal da mostra é aproximar o público ao entendimento da arte atual, sem necessitar de grandes explicações e estudos.

A 6ª Bienal do Esquisito será inaugurada no dia 05 de maio, às 19h, no Museu Olho Latino - Centro de Convenções “Victor Brecheret”, situado à Alameda Prof. Lucas Nogueira Garcêz, 511 – Parque das Águas – Estância de Atibaia, SP.

A realização do evento é do Museu Olho Latino e da Secretaria de Cultura e Eventos - Prefeitura da Estância de Atibaia. É um projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura - Programa de Ação Cultural de 2011. (Fonte:Bienal do Esquisito )

sábado, 21 de abril de 2012

LA VOIX DES AUTRES No5 - DANS LES MAQUIS DE LA POÉSIE

Número especial da revista La VOIX DES AUTRES,publicado na França, em homenagem a poeta Angye Gaona, uma coletânea de artigos, textos, poemas e uma entrevista, com a poetisa colombiana que corre o risco de ser aprisionada por 20 anos por um crime que não cometeu.A revista conta ainda com ilustração de um dos membros  do  Coletivo 308, Alexandre Vilas Boas, entre outros.Para participar da campanha por sua liberdade, acesse os link, assine o abaixo - assinado e envie cartas para a Embaixada da Colômbia no Brasil!

BIBLIOTECA COMUNITÁRIA - COLETIVO 308


Nossa amiga de Campinas, Eni Ilis,nos enviou mais uma remessa de livros para a biblioteca do Coletivo 308. Obrigado Eni! São maravilhosos!O Acervo está aumentando! Temos já 300 livros catalogados! Ainda aceitamos doações, principalmente quadrinhos, devido ao público infantil que mora nos arredores do ateliê! Agradecemos novamente todos que contribuem para a construção desse importante projeto do 308! Outra notícia bacana, é que passaremos a sediar o grupo  "Roda de Leitura", a partir do mês de maio. Em breve mais informações.

  (João Canobre, nosso dedicado bibliotecário, em um momento de trabalho intenso de catalogação)









sexta-feira, 6 de abril de 2012

REVISTA URBANA EN LA ISLA DE SECHI - 308 ESTÁ LÁ TAMBÉM!




REVISTA URBANA EN LA ISLA DE SECHI!!!!!!!!!

Caros amigos convidamos para abertura da exposição:

REVISTA URBANA Nº 4 projeto da artista argentina GABRIELA ALONSOde 08 a 29.04.2012 na SECHIISLAND'S MICRO GALLERY av. m29, nº 2183 - jd. são joão - rio claro sp - brasil 

Abertura: domingo, 08.04.2012, das 18 às 22 horas artistas participantes: 

Argentina: Débora Cabrera, Magui Luteral, Miriam Vallejos, Nelda Ramos, Carla Lombardo, Vanina Prajs, Agustina Correa, Emanuel Fernandez Lopez, Norberto Jose Martínez e Silvia Lissa. 

Brasil: KK e Coletivo 308. 

Chile:Maria Gracia Salinas. 

Colômbia: Alexander Buzzi, Mario Ortiz Ossa, Zeus, Cristina Khan, Carlos Macias, Lorena Coka e Jeronimo Acero.

Espanha:Fausto Grossi. 

EUA:Justine Mossey e Allison Gates. Uruguay:Juan Angel Italiano.

A “Revista Urbana” propõe romper com o conceito de obra contida no contexto museológico, galerístico entre outros espaços legitimadores da "obra de Arte".
A “Revista Urbana” é uma revista de formato não tradicional, pensada para ser efêmera, pensada para o espaço urbano. É uma revista viajante porque outros como Juan Angel Italiano (Maldonado Uruguai), José Roberto Sechi (Rio Claro, Brasil) Colectivo 308 (Brasil), Silvia Lissa (Chajarí, Entre Ríos) , Marcela Rosen e Yto Aranda (Santiago, Chile), Fausto Grossi (Bilbao, Espanha), Norberto Jose Martinez (Buenos Aires), expõem um exemplar a cada ano em suas cidades.O projeto “Revista Urbana” acontece todos os anos.A convocatória para participar da “Revista Urbana” começou em 2007, e a primeira Revista foi exposta no espaço Zonadearte e em muros da cidade de Quilmes no ano de 2008. Consecutivamente a cada ano, antes de se levar aos muros, estes exemplares são expostos em diversos espaços, tais como Agências de Correios, Centros Culturais, Museus, Galerias, etc..  Ao término de cada exposição, 9 dos 10 exemplares recebidos são trasladados definitivamente a diversos muros em diversas cidades. Cada ano, em Quilmes, se conserva um dos exemplares a fim de gerar um arquivo que será exposto no décimo aniversário da revista, (2018). Esse arquivo pretende circular pelos diversos espaços que se comprometeram e expuseram a Revista, entre eles os mencionados nas linhas anteriores.